Este lugar vai ser o seu companheiro na divisão de Mambos e Problemas. Makas também são aceitaveis. Todo e qualquer problema poderá encontrar alívio aqui. Envie toda a sua carga para aqui. Não se iniba. Divida connosco o que o(a) apoquenta.

PROBLEMAS EM CASA

PROBLEMAS NO TRABALHO

PROBLEMAS NA COMUNIDADE

PROBLEMAS COM AS AUTORIDADES

PROBLEMAS DE SAÚDE

PROBLEMAS NA ESCOLA

PROBLEMAS PESSOAIS

PROBLEMAS POLÍTICOS

PROBLEMAS INTÍMOS

PROBLEMASENTRE NAMORADOS

PROBLEMAS PEQUENOS

PROBLEMAS DE GRANDE DIMENSAO

PROBLEMAS COM VIZINHOS

APENAS PROBLEMAS

OUTROS PROBLEMAS

AngoProblemas

PROBLEMAS DE SAÚDE

A Cesariana Forçada

Precisamos de melhores profissionais de saude

Antónia sabia que dentro de 3 semanas nasceria o filho. Já tivera feito várias consultas e recebera garantias de que no final do mês com mais ou menos alguns dias o filho nasceria. Tinha feito preparativos para  a vinda do Segundo filho. Ela e Felipe, o marido, tinham decorado belamente um quarto da casa e com belas imagens de Mickey e Donald, o lugar parecia uma pequena sala de holywood, com cartazes de Woody, Buzz Light Year, Matter e outros caracters do mundo do desenho animado.   No local de trabalho, Felipe avisara com antecedência seus superiores que estaria ocupado em apoiar a esposa e o filho por nascer dentro de 3 a 4 semanas. Portanto, quando naquela manhã, Antónia recebeu o telefonema da clínica, dizendo que tinha havido um engano e que devia ser submetida a uma cesariana, achou aquilo muito estranho.

PROBLEMAS EM CASA

PROBLEMAS NO TRABALHO

PROBLEMAS NA COMUNIDADE

PROBLEMAS COM AS AUTORIDADES

PROBLEMAS DE SAÚDE

PROBLEMAS NA ESCOLA

PROBLEMAS PESSOAIS

PROBLEMAS POLÍTICOS

PROBLEMAS INTÍMOS

PROBLEMAS ENTRE NAMORADOS

PROBLEMAS PEQUENOS

PROBLEMAS DE GRANDE DIMENSAO

PROBLEMAS COM VIZINHOS

APENAS PROBLEMAS

OUTROS PROBLEMAS

 

 

 

Avisou imediatamente Felipe e este ligou para o médico. Este peremptoriamente afirmou que cometera um engano e que ela devia ser submetida a cesariana o mais rápido possivel. Acreditando na palavra deste, relutantemente o casal dirigiu-se a clínica. Postos lá, tiveram de fazer primeiro o depósito de $4.000 dollars e Antónia foi conduzida ao bloco operatório. Felipe, como é estranhamente usual em angola, não lhe foi permitido estar presente no local em que a esposa seria vista pelos médicos. O que o casal não sabia é que horas antes o Médico, precisara de dinheiro. Este então lembrara-se de que caso Antónia apressasse a sua cesariana, então o dinheiro estaria a seu dispor. Antónia hoje já não faz parte do mundo dos vivos. Ela morreu durante o parto. Para o medico, era mais um paciente que morria. Para Felipe e a familia de Antónia, aquilo foi uma tragédia. Ninguém poderia devolver a mulher, mãe, filha, esposa, amiga, neta que eles acabavam de perder. Ninguém.

 

Resultado:

Muita gente morre e não se faz uma investigação cabal das causas. Ninguém sabe quantos mortos o medico X  ou a enfermeira Y tem na sua ficha. Ninguém sabe quantas mortes se resgistam num dado hospital ou clinica. Todos precisamos de saber. Deve-se começar a deixar maridos assistirem o parto dos filhos, como é usual em paises civilizados. Os medicos devem parar com a prática de atenderem pacientes do sexo oposto sozinhos. Deverão sempre ter consigo uma enfermeira do sexo do paciente ou alguém da confiança do paciente. Tal medida serve de protecção para ambos, tanto o profissional como o paciente.  

 

Sugestões:

Precisamos saber o seguinte:

·         Mortes por hospital

·         Mortes por profissional

·         Más operações por hospital

·         Más operaçoes por profissional

·         Operaçoes desnecessárias por hospital

·         Operaçoes desnecessárias por profissional

·         Custo por hospital

·         Lista dos melhores e piores hospitais e clínicas do pais

·         Uma autoridade médica competente com poderes para retirar a licênça profissional aos incopetentes.